O que são ataques cibernéticos e como você pode evitá-los?

Por Xerife Tech, 17.04.2023 às 12:50 176

[ad_1]

Os ataques cibernéticos geralmente não acontecem por acaso; são o resultado de riscos não resolvidos. Toda rede ativa é vulnerável a ameaças. Em vez de esperar que os hackers descubram as brechas em seu sistema, você pode ser proativo avaliando seus riscos inerentes e residuais.

Compreender os riscos inerentes e residuais em sua rede oferece insights importantes para aprimorar sua segurança. Quais são esses riscos e como você pode evitá-los?

O que são riscos inerentes?

Riscos inerentes são vulnerabilidades em sua rede quando você não possui procedimentos, processos ou políticas de segurança em vigor para evitar ameaças. Mas, tecnicamente, você não pode medir algo ausente, então é mais provável dizer que os riscos inerentes são as vulnerabilidades dentro de sua rede em suas configurações de segurança padrão. Pegue as portas de sua casa, por exemplo. Se você não instalar fechaduras neles, os intrusos podem entrar facilmente, pois não há nenhum obstáculo para impedi-los de entrar em sua casa.

O que são riscos residuais?

Riscos residuais são vulnerabilidades em seu sistema após a implementação de medidas de segurança, incluindo procedimentos, processos e políticas para proteger seus objetos de valor. Mesmo que você tenha configurado defesas para resistir a ameaças e ataques cibernéticos, alguns riscos ainda podem surgir e afetar seu sistema.

Os riscos residuais indicam que a segurança não é uma atividade pontual. Colocar fechaduras em suas portas não garante que os criminosos não possam atacá-lo. Eles podem encontrar maneiras de abrir as fechaduras ou arrombar as portas, mesmo que isso signifique ir além para fazer isso.

Riscos inerentes e residuais na cibersegurança

Senhora negra trabalhando em um laptop

Para recapitular, os riscos inerentes são os riscos aos quais seu sistema está sujeito na ausência de quaisquer defesas de segurança, enquanto os riscos residuais são os possíveis riscos em seu sistema, mesmo após a implementação de medidas de segurança. Você pode descobrir mais diferenças entre essas categorias de risco por suas implicações de segurança.

Implicações dos riscos inerentes

As implicações comuns dos riscos inerentes incluem:

Conformidade não regulamentar

Existem vários padrões regulatórios para proteger os dados do usuário. Como proprietário ou administrador de rede, você tem a obrigação de cumprir essas regulamentações para proteger os dados de seus usuários.

Sua rede está sujeita a riscos inerentes quando você não cria políticas que irão orientá-lo no cumprimento dos requisitos regulatórios em seu setor. A ausência de políticas para engajamento do usuário levará a violações de conformidade que vêm com sanções, ações judiciais e penalidades.

Perda de dados devido à falta de segurança

A proteção de dados eficaz requer controles de segurança fortes e deliberados. As configurações de segurança padrão dificilmente são suficientes para resistir a ataques cibernéticos calculados.

Os cibercriminosos estão sempre caçando presas. Os riscos inerentes expõem seus objetos de valor a esses intrusos. A ausência de segurança forte torna seu trabalho muito mais fácil, pois eles entram em sua rede e roubam seus dados com pouca ou nenhuma obstrução.

Violação de rede devido à falta de controle de acesso

Proteger seus dados se resume a controles de acesso ou monitoramento de quem tem acesso a determinadas informações. Uma implicação comum dos riscos inerentes é a ausência de controles nos sistemas. Quando você não gerencia os níveis de acesso entre os usuários, qualquer um pode acessar e comprometer seus dados mais críticos.

Implicações dos riscos residuais

Dados na tela do laptop

Aqui estão algumas implicações comuns de riscos inerentes.

Ameaças internas

Os riscos cibernéticos nem sempre são externos – eles podem vir de usuários dentro de sua rede. Mesmo quando você instalou defesas de segurança, ações intencionais ou acidentais de pessoas de dentro podem ocorrer e comprometer sua rede.

As ameaças internas fazem parte dos riscos residuais, pois podem contornar o mecanismo de segurança existente, especialmente quando essa estrutura se concentra em fatores externos e negligencia os internos.

Ataques de malware

Configurar a segurança em seu sistema não impede automaticamente que os cibercriminosos o ataquem. Eles usam técnicas desavisadas, como ataques de phishing, para fazer você executar ações que comprometerão seu sistema com malware.

O malware contém vírus que podem anular a segurança do seu sistema, concedendo ao invasor acesso e controle. É um risco residual porque pode acontecer mesmo na presença de fortes defesas.

Aplicativos de terceiros

Aplicativos de terceiros que você conecta ao seu sistema criam novas janelas para ataques, apesar das defesas que você já instalou. Esses dispositivos aumentam suas superfícies de ataque e, como você não tem controle máximo sobre eles, há um limite para o que você pode fazer.

Os agentes de ameaças examinariam as portas abertas em seu sistema para identificar as mais convenientes para penetrar e usar técnicas como ataques man-in-the-middle para interceptar as comunicações sem obstruir suas operações.

Como Prevenir Riscos Inerentes e Residuais

Os riscos inerentes e residuais podem ser diferentes, mas podem causar danos graves à sua rede se você não os tratar a tempo.

Veja como evitar riscos inerentes e residuais para uma rede mais segura.

1. Realizar avaliação de risco

A avaliação de riscos é sua capacidade de identificar, avaliar e quantificar os vários riscos em sua rede e o impacto que eles causaram ou podem causar. Esse processo inclui a identificação de seus ativos e seus níveis de exposição a ameaças e ataques cibernéticos.

Ter uma compreensão de seus riscos cibernéticos ajuda a identificar as melhores estratégias a serem adotadas para prevenção de riscos e montagem de defesas de segurança para lidar com os riscos específicos que você identificou em sua avaliação.

2. Classifique os riscos em categorias

Homem operando um computador

A classificação de risco permite estabelecer métricas qualitativas e quantitativas para sua avaliação de risco. Como você está lidando com riscos inerentes e residuais, é necessário delinear os atributos de ambos os tipos de risco e categorizá-los adequadamente.

Em termos de riscos residuais, é necessário implementar medidas de segurança em vez de deixar as áreas afetadas sem qualquer proteção. Para riscos residuais, seu objetivo é criar estratégias de mitigação, como estabelecer um plano eficaz de resposta a incidentes para resolver ataques que contaminam suas defesas.

3. Crie um Registro de Risco

Os riscos cibernéticos são em grande parte inevitáveis; sua ação ou inação determina como eles afetam seu sistema. Seu conhecimento dos incidentes cibernéticos anteriores que seu sistema experimentou aumenta sua capacidade de gerenciar os riscos presentes e futuros que possam surgir.

Procure o histórico de incidentes cibernéticos no registro de riscos, se houver. Se não houver nenhum, você pode criar um coletando o máximo de informações possível de qualquer fonte útil.

Seu registro de riscos deve conter detalhes dos riscos cibernéticos anteriores e as medidas que foram tomadas para resolvê-los. Se as medidas foram eficazes, você deve considerar implementá-las novamente. Mas se não foram, é melhor você buscar estratégias de defesa novas e eficazes.

4. Padronizar os controles de prevenção de riscos

Resolver o risco cibernético é mais eficaz quando você implanta estruturas de segurança padrão, como NIST Cybersecurity Framework, ISO 27001 e Health Insurance Portability and Accountability Act (HIPAA). Eles não são apenas comprovados e testados, mas também fornecem uma base para medição e automação.

Os riscos inerentes fornecem uma folha em branco para implementar controles de segurança padrão desde o início devido à ausência de segurança substancial. Para riscos residuais, você pode melhorar sua estrutura de segurança atual solucionando brechas com as estratégias das estruturas.

Combata os riscos inerentes e residuais com segurança cibernética holística

A segurança holística deve ser o núcleo de toda infraestrutura de segurança. Ao abordar todos os aspectos do seu sistema em seus esforços de segurança, você resolverá os riscos inerentes e residuais no processo.

Ao combinar a cultura certa de segurança cibernética com processos e tecnologia eficazes, você terá a capacidade de reduzir os riscos ao mínimo.

Comentários 0